Review on the Brazilian Times

Posted on Posted in Uncategorized

IBOC thanks: all supporters who attended the recital on June 16th and all the volunteers who contributed to a successful and magical evening. Thank you for beeing a part of this and for helping us achieve greater dreams.

We received a great review in the Brazilian Times today. Thank you Airilda Costa McClive for the unbiased support.

Brazilian Times June 19 2016

Full review in Portuguese:

O Maestro João MacDowell apresenta novas músicas e prepara “O Sétimo Selo” em ópera

Nova York, 18 de Junho de 2016 – A International Brazilian Opera Company (IBOC) realizou um recital na residência de Maria Inês Moraes, fundadora da organização de caridade Da Terra Brasil. O evento tinha o objetivo de arrecadar fundos para os concertos do primeiro ato de O Sétimo Selo, a nova ópera do compositor brasileiro João MacDowell, baseada no texto do diretor sueco Ingmar Bergman que será apresentada em novembro próximo na Scandinavia House.

No programa foi incluída a premiére mundial da Suíte Tamanduá para piano e violino, uma nova composição de João MacDowell, assim como peças de Brahms, Kreisler, Piazzolla e Ginastera. O recital foi apresentado pela pianista chinesa YinJia Lin e pela violinista Coreana Ji in Yang.

YinJia Lin atrai atenção internacional desde sua estréia, com quinze anos de idade, com a Hong Kong Sinfonietta. Dede então, YinJia já tocou em importantes teatros como Alice Tully Hall, WMP Concert Hall, Ana Tzarev Gallery, e no Frederick Loewe Theater, assim como no Hong Kong City Hall e no Golden Horse Concert Hall em Canton, na China.

Jiin Yang é formada pela Julliard School of music, onde estudou com Hyo Kang e Dorothy DeLay. Ela já se apresentou com orquestras em todo o mundo, e está completando seu Doctorate of Musical Arts no Graduate Center of the City University of New York.

A apresentação do dueto causou um impacto na platéia presente. O nível de virtuosismo das duas instrumentistas impressionou a todos. A platéia se distribuiu pela sala de música da residência de Maria Inês, ocupando todos os espaços, com os mais jovens sentados no chão, todos bem próximos aos músicos. O programa começou com Brahms – Sonatensatz, brilhantemente executada e que cativou a atenção de todos.

Em seguida, tocaram a nova obra de João MacDowell, uma composição instrumental com temas de sua primeira opera Tamanduá. O primeiro movimento em ritmo de baião e forma sonata expressa o encontro entre os amantes na noite do Rio de Janeiro. O Segundo, uma toada em formato de fuga, expressa a primeira manhã em que acordam juntos. O terceiro movimento, um samba lento, retrata o ciúme da mulher brasileira e sua visão da tragédia que se aproxima. O quarto e último movimento, em ritmo frenético e compasso de marcação ímpar, retrata a ansiedade da mulher americana que quer sair de Nova York e ir ao Brasil.

A platéia reagiu de forma emocional e entusiasmada. A partir daí a apresentação se desenrolou com um festival de pérolas, destacando a força da interpretação de Le Grand Tango de Piazzola. O virtuosismo e a profundidade das duas intérpretes se destacaram em toda a apresentação, recebendo irrestritos elogios de convidados importantes da cena musical de Nova York, como o diretor da Wagner Society, Scott Carlton, e o pianista Steve Sandberg, compositor da trilha Sonora de Dora the Explorer, da Cartoon Network.

A IBOC continua em sua campanha para arrecadar fundos para realizar a nova obra de João MacDowell, uma oportunidade única em que um compositor latino-americano tem a permissão de trabalhar com o texto sueco de uma das maiores obras de arte do século.

Recentemente os cartazes para os concertos de novembro ganharam prêmios de Patinum e Gold no Graphis International, a mais prestigiosa competição das artes visuais da atualidade. Parabéns para a fotografia e direção de arte de Athena Azevedo e para o design de Toshiaki e Hisa Ide.

Para empresas interessadas em associar sua marca com um produto de alta qualidade, e exposição direcionada para um público de formadores de opinião, entrem em contato logo, através do email: contact@brazilianopera.com. As possibilidades de patrocínio são muito atraentes e se tornarão muito lucrativas para os que tiverem a visão e a iniciativa de se associar primeiro a esse grupo de realizadores de alto calibre.

Para quem quiser contribuir com uma doação pessoal em qualquer valor, por favor visitem o site www.brazilianopera.com.

A International Brazilian Opera Company (IBOC) é uma organização sem fins lucrativos na categoria 501c3 do IRS dos EUA. Todas as doações podem gerar descontos no imposto de renda. As apresentações de O Sétimo Selo acontecerão nos dias 10 e 12 de novembro no teatro Victor Borge, na Scandinavia House – 58 Park Avenue, NY.

Ao testemunhar mais um evento emocionante da IBOC, nós nos damos conta de que a ópera é a forma de arte do futuro, unindo todas as formas de expressão da humanidade.

 

 – Arilda Costa McClive, journalist

Share this: